Google– ou –

PLC – 7880 / 2010

Regulamentará o serviço de informações via telefone, “telelista”, como forma de profissionalizar o serviço.

O projeto trata dos serviços de teleatendimento destinados à prestação de informações sobre endereços, telefones e afins, conhecidos como “telelista”. As instalações físicas da central de serviço de informações devem, obrigatoriamente, ser localizadas na região abrangida pelo teleatendimento. Fica proibida a inclusão de mais de um estado em cada região. A central de atendimento deve ser divida por microrregiões. Sendo que cada uma será responsável por área específica, de forma a facilitar a prestação do serviço. Cada microrregião poderá compreender diversos municípios, devendo observar o limite demográfico de até 50 mil habitantes por área. Os operadores de telemarketing contratados para esse fim devem ter pleno conhecimento, tanto geograficamente quanto historicamente, sobre os municípios e bairros a que estão destacados. Para isso, é obrigatório que, logo após a contratação do prestador, a empresa responsável o destaque para atuar em determinada área e aplique curso destinado ao referido fim. Os profissionais que já atuam nessa área devem, a expensas do contratante, ser divididos por região e participar de cursos de instrução e aperfeiçoamento. A contar da publicação da presente lei, as empresas prestadoras desse tipo de serviço terão 90 (noventa) dias para se adaptarem às novas regras. Segundo o deputado, Visando profissionalizar e facilitar a prestação do serviço de atendimento telefônico de “Telelista”, apresento o presente projeto de lei. O intuito principal é determinar que o operador de telemarketing deve ter total conhecimento sobre a região geográfica abrangida por seu setor. Por exemplo, precisa saber o nome do bairro, a localização física de determinada rua, a quantidade de moradores e etc. Ele deve ter instrução equivalente à de um guia turístico do local, de forma a facilitar a prestação do serviço. Isso porque, tendo em vista diversas reclamações, chegamos à conclusão de que se o operador possuísse tais requisitos a prestação do serviço seria mais eficiente, econômica e ágil.

Votos dos cidadãos

0 votos, 0 sim, 0 não

Filtrar gráficos

MasculinoFeminino

Classificação do cidadão para este projeto

1 classificações
100%
0%
0%
0%
0%
0%