Google– ou –

PLC 7055-2014

Dará prioridade às mulheres responsáveis pelo sustento familiar e que foram vítimas de violência doméstica no Programa Minha Casa Minha Vida.

Este projeto de lei dará prioridade às mulheres responsáveis pelo sustento familiar e que foram vítimas de violência doméstica e familiar no Programa Minha Casa Minha Vida. 

Segundo a justificativa apresentada pela Comissão de Seguridade Social e Família, este projeto de lei tem o objetivo de permitir que essas mulheres possam reconstruir suas vidas longe da violência doméstica e familiar. 

 

Votos dos cidadãos

9.398 votos, 7.807 sim, 1.591 não

Filtrar gráficos

MasculinoFeminino

Classificação do cidadão para este projeto

91 classificações
23%
36%
9%
3%
4%
24%

127 comentários

10208098804527131

Donizety AlmeidaNão

Chega de projetos que beneficiam por gênero. MCMV não tem NADA a ver com set homem ou mulher. Pode haver homens em igual ou pior situação que estejam sendo preteridos! Igualdade de tratamento já!😠

10203232903063380

Rodolfo PezziNão

Chega de benefícios para mulheres, igualdade de gêneros já.

Square user masculino 418e2740fbf94a752b1882289354031b2dca271aa357d27789dd68e5c9a344c0

roger camposNão

Amor me dá um tapa? preciso ingressar nesta M***A de programa!!!

699362930168011

Anne BittencourtSim

Vá se tratar...

10207773977497145

Irene MeinbergNão

Direitos iguais, esse assunto é outro!

10205776643307633

Luiza CampanellaSim

Vítimas de violência doméstica têm urgência... Muitas continuam sob o mesmo teto que seus abusadores por não terem para onde ir...

100001877844882

Victor LemosNão

Cotas e mais cotas. Esse é o governo das cotas.

928285840565478

Érica Coser NeppelNão

É o clássico projeto inspirado em um caso concreto que, pode até ser comovente e inspirador, mas não condiz com a realidade macro... Prioridade é para idosos, doentes, pessoas com necessidades especiais e só..

699362930168011

Anne BittencourtSim

Mulher que sofre ameaça de morte, que apanha na frente dos filhos, que é forçada pelo marido a fazer sexo não é prioridade não é?

875297139191509

Renata MandelNão

Prioridade só pra idoso

100006532380601

Leonardo Porfiro MazzocoNão

O que vai ter de mulher se batendo pra ganhar benefício..

537087595

Ricardo M. P. FrotaNão

O que vai ter de gente inventando arte...

Square user masculino 418e2740fbf94a752b1882289354031b2dca271aa357d27789dd68e5c9a344c0

Andréa CoelhoSim

Claro que sim.

100000437670233

Mário MeyrellesSim

Sim com ressalvas. Se a mulher conseguir a casa e o marido quiser morar com ela de novo, o que fazer?

Square user masculino 418e2740fbf94a752b1882289354031b2dca271aa357d27789dd68e5c9a344c0

joaogustavo souzaSim

Já existe tal regulamentação na Lei nº 11.3401-2009, conhecido como a lei Maria da Penha.

100004623736278

Sara FernandesNão

Passível a fraudes. Falta fiscalização efetiva

100001334438242

Lucas Torres MatudaSim

A sociedade marginaliza mulheres td o tempo. Devemos dar incentivos para a reinclusão social e desconstrução do machismo institucionalizado

100001638724529

Marcio Antunes Dos ReisNão

desestimula a mulher a ir de encontro dos seus objetivos. GERE EMPREGO.

Capturar %281%29

Sérgio Henrique da Silva PereiraSim

"Vítimas", entendo trânsito em julgado. E quando for o homem agredido? Afinal a Lei Maria da Penha é válido para homens. E respeitando o princípio da isonomia, o homem deve ter direito também, em caso de agressão feminina. Votei sim, pois há índices altíssimo de violência à mulher, e a Lei Maria da Penha fora possível por pressões do CIDH. Pelos parlamentares, da época, mulher ainda continuaria sem proteções especiais, ou seja, aduladores do CC de 1916.

100003670421334

Gabriela MirandolaNão

Olha o feminismo aí... Mulher pode trabalhar e casar com homem descente. Agora vem casar com traficante achando que isso é amor, apanha, apanha e apanha por nao denunciar... agora quer passar na frente de quem trabalha e é honesto e tambem precisa de um lugar pra morar?Me poupe vai...

Carregar mais comentários