Google– ou –

PLC 6784-2016

Permitirá que a trabalhadora falte ao trabalho, por até 3 dias por mês, durante o período menstrual e depois compense as horas não trabalhadas.

Este projeto de lei permitirá que a trabalhadora falte ao trabalho, por até 3 dias por mês, durante o período menstrual. O empregador poderá exigir a compensação das horas não trabalhadas.

De acordo com o deputado, este projeto de lei tem a finalidade de beneficiar as mulheres trabalhadoras que são obrigadas a trabalhar com todos os incômodos da menstruação. Ainda, segundo o deputado, esta medida também trará vantagens para as empresas, já que contarão com a força de trabalho feminina no melhor nível de produtividade.


Votos dos cidadãos

330 votos, 78 sim, 252 não

Filtrar gráficos

MasculinoFeminino

Classificação do cidadão para este projeto

33 classificações
3%
9%
3%
24%
0%
61%

25 comentários

867639663326742

Cassio Alves FernandesNão

É por estes projetos que as empresas contratam cada vez menos. Tem certeza que este cara foi eleito?

Square user masculino 418e2740fbf94a752b1882289354031b2dca271aa357d27789dd68e5c9a344c0

Ricardo CarvalhoNão

Ridículo, uma palhaçada!!!!

Square user masculino 418e2740fbf94a752b1882289354031b2dca271aa357d27789dd68e5c9a344c0

elias silvaNão

que falta de senso

17266087 280402325727627 1670647282057347072 n

Carolina KadixNão

já acho errado. estamos tratando os sintomas e não o problema e isso só faz com que o mercado de trabalho fique mais dificil para as mulheres. Depois falam de igualdade....como, se o fato de ser mulher, precisamos de um mundo personalizado pra nós existirmos? A pergunta é: Por que diabos temos TPM? Porque menstruamos a vida INTEIRA? Para gerar uma vida, ok? Esse é o ponto. somos, no final das contas, seres reprodutores e nesse ponto, ninguém quer tocar. A indústria farmacêutica ganha com os anticoncepcionais, remédios... todo um sistema bilhonário fazendo da mulher desde sua menarca até a menopausa! Um dia, ao completar 18 anos, uma mulher irá poder decidir não mais menstruar porque ela também não quer ter filhos e seu corpo deixará de ser um produto em tantas esferas capitalistas. Ora, o ser humano vai pro espaço, opera a distância mas a mulher ainda sangra todo mês! me poupem

10205029975449038

Almiro FerreiraSim

Mulher merece respeito sim, por mim além delas não trabalharem nesses dias não deveriam nem recompensar essas faltas, aliás, isso não deve nem ser classificado como falta ao serviço, o que sou contra seria se elas usassem isso para ludibriar o patrão, mas acho difícil acontecer isso, mulher geralmente é mais honesta que homens.

Square user masculino 418e2740fbf94a752b1882289354031b2dca271aa357d27789dd68e5c9a344c0

Vanessa Moreira DiasSim

engraçado q só homem escroto vota nao.
vcs nem sentem colica, portanto a opiniao de vcs nem deveria ser levada em consideraçao!

10205029975449038

Almiro FerreiraSim

Vanessa, dei meu voto a favor de vocês, é isso aí, se algum macho achar que é errado manda trocar com elas, não sabem o que é uma mulher no período menstrual, sofrimento, constragimentos, dor, etc... Elas merecem nosso respeito.

1019723801419700

Leonardo NascimentoNão

A ideia não irá funcionar na pratica. Empresas continuarão preferindo contratar homens, aí vem as femitontas choramingar.

935698939786216

Renan AlfarthNão

Não. Querem direitos iguais, então tomem.

Square user masculino 418e2740fbf94a752b1882289354031b2dca271aa357d27789dd68e5c9a344c0

Hérick PleutinNão

Essa lei só servirá para que as mulheres percam o espaço no mercado de trabalho.

1029604423731118

Pereira ThiagoNão

Bobagem enorme

786680598140414

Herbert Da RochaNão

mulher não quer igualdade, então que trabalhe igual

Square user masculino 418e2740fbf94a752b1882289354031b2dca271aa357d27789dd68e5c9a344c0

DANIEL ROMEIRONão

Parece-me que tantas licenças concedidas às mulheres, na verdade, são uma manobra misógina: à medida que os direitos só crescem no sentido das ausências remuneradas, chegará o dia em que ninguém suportará o alto custo para contratar mulheres.

002

Bianca LopesSim

Tem gente esquecendo de ler "o empregador poderá exigir a compensação das horas não trabalhadas".

Square user masculino 418e2740fbf94a752b1882289354031b2dca271aa357d27789dd68e5c9a344c0

Gian CarloNão

Apenas um jeitinho para amenizar o absurdo.

002

Bianca LopesSim

Flexibilizar o horário de trabalho é absurdo agora? Todas as empresas mais modernas (startups) e renomadas do mercado (Google, Yahoo, Unilever, Bosch...) fazem isso.

Square user masculino 418e2740fbf94a752b1882289354031b2dca271aa357d27789dd68e5c9a344c0

DANIEL ROMEIRONão

Imagina a mulher que já exerce a jornada de 44h semanais, em que horário ela compensará? Interessa, à maioria das empresas, oferecer essa compensação que excede o horário comercial? Some às demais ausências remuneradas já conquistadas e você verá uma grande possibilidade de desestruturação da empregabilidade feminina, pois, nesse rumo, tornar-se-á economicamente inviável a contratação de mulheres.

002

Bianca LopesSim

Economicamente inviável por que se não há prejuízos para o empregador? A mulher vai repor o horário, não é ausência remunerada.
Várias empresas do exterior já adotam essa prática (inclusive já é lei em países como Japão e Indonésia). Inclusive quando trabalhei fora, tinha a possibilidade de fazer o serviço de casa nesses períodos para não precisar repor o dia, já que ao trabalhar deitada (em uma cama ou um divã) o ventre relaxa, amenizando as dores das contrações uterinas. Fora dessa condição, é impossível cumprir as demais atividades do dia com a mesma qualidade. O resultado era positivo para todos, tanto para mim, que não perdia o dia de trabalho, quanto para a empresa, que não perdia a minha produtividade.
Além disso, vale a pena forçar alguém que está passando mal a trabalhar porque "não é interessante pra empresa"?

Square user masculino 418e2740fbf94a752b1882289354031b2dca271aa357d27789dd68e5c9a344c0

DANIEL ROMEIRONão

Manter o olho no privilégio pode custar o próprio olho.

002

Bianca LopesSim

Manter a visão fechada e tradicional de que o trabalhador esté sendo produtivo durante todo o tempo em que está no escritório, que é bonito trabalhar muito e que flexibilização de horários é sinônimo de prejuízos pode custar sua qualidade de vida também. Fica a dica.

Carregar mais comentários