Google– ou –

PLC 5317-2016

Obrigará as prestadoras de serviços de internet a oferecer aos seus clientes planos de internet sem limite de consumo de dados com preços e condições razoáveis.

Este projeto de lei obrigará as prestadoras de serviços de internet a oferecer aos seus clientes planos de internet sem limite de consumo de dados com preços e condições razoáveis.

No entanto, as prestadoras de serviços de internet poderão oferecer planos de serviços com limite do consumo de dados.

Esta lei entrará em vigor na data de sua publicação.

De acordo com o deputado, este projeto de lei tem o objetivo de contribuir para a democratização do acesso à internet no Brasil. 


Votos dos cidadãos

498 votos, 470 sim, 28 não

Filtrar gráficos

MasculinoFeminino

Classificação do cidadão para este projeto

7 classificações
29%
57%
14%
0%
0%
0%

9 comentários

428767890811394

Guilherme BarbosaSim

sim

1112441772220237

Arthur Pezzini

De vez enquanto vem uma ideia boa do PSDB KKK

Square user masculino 418e2740fbf94a752b1882289354031b2dca271aa357d27789dd68e5c9a344c0

Sergio ClostridiumNão

Melhor que Obrigar seria diminuir os impostos e aumentar a concorrência com mais diversidade de empresas!!!

1519099898150600

Pieter PantzierSim

Desregulamentação.

1473333996056864

Douglas SNão

Abrir o mercado é a melhor solução!

1928972733783141

Marco MatosSim

Sim

Square user masculino 418e2740fbf94a752b1882289354031b2dca271aa357d27789dd68e5c9a344c0

blog do guibNão

nao

100003289406186

Darley SantosNão

Votei não, pois... com a infraestrutura da internet atual brasileira, mesmo os planos com limite de consumo dados seriam sofríveis em termos de qualidade, e o que dirá dos planos sem limite de consumo? A qualidade seria ao menos satisfatória? Então é melhor nem dar espaço para essa proposta, que já está atendendo aos interesses das grandes operadoras prestadoras de serviço de internet, que pra compensar a infraestrutura capenga querem limitar o consumo através da criação de franquias...

1811971692

Glaucio ScheibelNão

Deixe a livre concorrência resolver isso.