Google– ou –

Reforma Política - mudará regras sobre a forma de financiar campanhas políticas, adotará o sistema de distritão, acabará com os mandatos dos vices, e outros.

Proposto pelo deputado
Vicente Cândido do PT

Saiu na mídia

Large wphp9r5spsqjspfeddg2cbbs38tlmhge2iljw6pr Large mdinuglxpvmajgh1902tljci7x3zz05z0rmyxfqi Large df17d9b2f3a00ce867d4 Large ijvebpqc0p35xxiaulxp5kg9brlwsea3jicn7fu6 Large 31ac7f2ae18fb02b0fd4

Permitirá o povo cassar e revogar o mandato de presidente da República, o chamado "recall de presidente".

Proposto por 27 senadores
Aloysio Nunes Ferreira do PSDB

Alvaro Dias do PSDB

Determinará a realização de eleição direta para presidente e vice-presidente da República se estes cargos ficarem vagos nos três primeiros anos do mandato presidencial.

Proposto por 28 senadores
Alvaro Dias do PSDB

Acabará com a reeleição; determinará que os mandatos de presidente, governador, prefeito e deputado será de 5 anos; e o mandato de senador será de 10 anos. Determinará que todas as eleições aconteçam juntas.

Proposto pelo deputado
Marcelo Castro do PMDB

Permitirá a realização de novas eleições diretas para Presidente da República até julho de 2018.

Proposto pelo deputado
Miro Teixeira do REDE

Punirá com prisão, de 4 a 8 anos, aquele que deixar de registrar ou registrar incorretamente na contabilidade as doações eleitorais feitas ou recebidas, para evitar o “caixa dois” nas eleições.

Proposto pelo deputado
Chico Alencar do PSOL