Google– ou –
Wilder de Morais
Senador • 1º • Goiás

Wilder de Morais

Pp 761ad75732de80070fff68d27f6cb1566671e9a3cc60986e6fde0733ee92eef2PP - Partido Progressista

25 projetos cadastrados

1 aprovado, 0 reprovados

Votos em 11 projetos

10 sim, 1 não

Ranking
  • Romário
  • Zezé Perrella
  • Wilder de Morais
  • Jader Barbalho
  • Ronaldo Caiado

Aceitação Geral

119.274 votos

103.990 sim

15.284 não

Total de comentários

1.680

Classificação Geral

Urgente
52%
Relevante
23%
Corajoso
7%
Inviável
5%
Irrelevante
4%
Sem noção
9%
Biografia +
Naturalidade: Taquaral, GO Filiações Partidárias: DEM

Crédito da foto: Pedro França

Punirá com pena de prisão, de 1 a 4 anos, e multa, aquele que colar em concursos públicos.

Proposto pelo senador
Wilder de Morais do PP

Obrigará a doação de todas as armas de fogo apreendidas para as Forças Armadas e para as polícias.

Proposto pelo senador
Wilder de Morais do PP

Obrigará a União Federal a destinar recursos para uso de drones nas ações de reflorestamento e de melhoria da qualidade ambiental.

Proposto pelo senador
Wilder de Morais do PP

Proibirá o Governo Federal instituir ou aumentar impostos pelo período de 4 anos.

Proposto por 28 senadores
Alvaro Dias do PSDB

Proibirá que juízes exerçam a advocacia por até 5 anos após aposentadoria, para contribuir para a atuação imparcial e impessoal da Justiça.

Proposto por 37 senadores
Acir Gurgacz do PDT

Alvaro Dias do PSDB

Aumentará o período de licença-maternidade para as mães de bebês prematuros.

Proposto por 37 senadores
Acir Gurgacz do PDT

Aécio Neves do PSDB

Obrigará todos os presos que mudarem de regime de prisão (regime fechado para semiaberto) a fazerem exames de seu material biológico para a obtenção de perfil genético do preso.

Proposto pelo senador
Wilder de Morais do PP

As famílias de baixa renda apenas terão direito à aplicação da Tarifa Social de Energia Elétrica (desconto na conta de luz) se permitir, sem quaisquer exigências, a instalação e manutenção de equipamentos de energia solar em suas casas.

Proposto pelo senador
Wilder de Morais do PP