Google– ou –
Esperidião Amin
Deputado • 3˚ mandato • Santa Catarina

Esperidião Amin

Pp 761ad75732de80070fff68d27f6cb1566671e9a3cc60986e6fde0733ee92eef2PP - Partido Progressista

8 projetos cadastrados

1 aprovado, 0 reprovados

Votos em 111 projetos

92 sim, 19 não

Ranking
  • Paulo Abi-Ackel
    166º
  • Sandes Júnior
    167º
  • Esperidião Amin
    168º
  • Ademir Camilo
    169º
  • Edmar Arruda
    170º

Aceitação Geral

20.192 votos

12.059 sim

8.133 não

Total de comentários

334

Classificação Geral

Urgente
14%
Relevante
23%
Corajoso
2%
Inviável
10%
Irrelevante
9%
Sem noção
41%
Twitter:

esperidiaoamin_

Biografia +
Mandatos na Câmara dos Deputados: Deputado Federal, 1983, SC, PDS; Deputado Federal, 2011-2015, (Santa Catarina - PP). Filiações Partidárias: PP Mandatos Externos: Governador, Não informado/SC, Partido: PPB, Período: 1983 a 1987 Prefeito, Florianópolis/SC, Partido: PPB, Período: 1989 a 1990 Senador, Não informado/GB, Partido: PPB, Período: 1991 a 1998 Governador, Não informado/SC, Partido: PPB, Período: 1999 a 2002 Prefeito, Florianópolis/SC, Partido: N/D, Período: a

Determinará que as investigações de crimes cibernéticos de repercussão interestadual ou internacional deverão ser feitas pela Polícia Federal.

Proposto por 25 deputados
Alessandro Molon do REDE

Obrigará os provedores de internet a retirarem do ar todas as cópias de conteúdos cuja a retirada já tenha sido determinada pela Justiça.

Proposto por 25 deputados
Alessandro Molon do REDE

Determinará a perda dos bens utilizados para cometer crimes na internet como computadores e outros equipamentos.

Proposto por 25 deputados
Alessandro Molon do REDE

Destinará 10% dos recursos do Fundo de Fiscalização das Telecomunicações (Fiestel) no investimento em estruturas específicas para o combate aos crimes cibernéticos.

Proposto por 25 deputados
Alessandro Molon do REDE

Concederá isenção do pagamento da tarifa de pedágio aos proprietários de veículos que residam ou trabalham permanentemente nos Municípios em que se localiza a cobrança desta tarifa, visando realizar uma cobrança justa e imparcial.

Proposto pelo deputado
Esperidião Amin do PP