Google– ou –
Galaxy 428faea50b7c4bf80ce2981df636edbe7f45ac3500ea39ac78eb15c0fd98a321
Iphone 0aecc36acfcbeafba905429be5436b20f9df94051c088855a6251487cba5e51d

O papo de boteco que
chega ao Congresso

O Política de Boteco é a primeira iniciativa que
levará aos bares do Brasil as discussões dos
projetos de lei mais controversos do Congresso
Nacional e, entregará aos deputados e senadores
os resultados dos debates que acontecem no aplicativo.

Saiba mais

Sobre

O Política de Boteco é a primeira iniciativa que levará aos bares do Brasil as discussões dos projetos de lei mais controversos do Congresso Nacional e, entregará aos deputados e senadores os resultados dos debates que acontecem no aplicativo.

O projeto é fruto da parceria entre as empresas Webcitizen e Enox On-Life, com o objetivo de atrair o interesse dos jovens que estão nos bares brasileiros para acompanhar os projetos de lei que estão em tramitação no Congresso, conhecer e discutir o conteúdo, compartilhar e opinar por meio de votos e comentários.

Os projetos de lei do Política de Boteco, e mais de 5 mil projetos estão disponíveis no site votenaweb.com.br, que oferece uma maneira mais simples para você acompanhar e opinar sobre o trabalho dos políticos brasileiros.

Baixar na Apple StoreBaixar no Google Play

Encontre estes e outros projetos de lei!

Mudará a forma de escolha de ministros do Supremo Tribunal Federal. O presidente da República vai selecionar 3 pessoas dentre uma lista de 6 indicados por diferentes órgãos. Em seguida os senadores vão escolher uma pessoa.

Proposto por 29 senadores
Aloysio Nunes Ferreira do PSDB

Alvaro Dias do PSDB

Permitirá juízes bloquearem aplicativos e sites que se dediquem à prática de crimes (exemplos: terrorismo, tráfico, pedofilia, pirataria). Os aplicativos de mensagens instantâneas não poderão ser bloqueados.

Proposto por 25 deputados
Alessandro Molon do REDE

Criará o IPTU Verde para oferecer descontos no IPTU para quem adotar medidas de proteção ao meio ambiente.

Proposto pelo vereador
Adilson Amadeu do PTB

Tornará a divulgação de imagens íntimas da mulher como um ato de violência doméstica, protegido pela Lei Maria da Penha.

Proposto pelo deputado
João Arruda do PMDB

Obrigará o preso a pagar pela própria tornozeleira eletrônica.

Proposto pelo senador
Paulo Bauer do PSDB